Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Prevenção das Dependências - Art of Counseling

Prevenção significa: Prevenir, Adiar e Reduzir o abuso de substâncias psicoactivas geradoras dependência crónica, progressiva e fatal.

Prevenção das Dependências - Art of Counseling

Prevenção significa: Prevenir, Adiar e Reduzir o abuso de substâncias psicoactivas geradoras dependência crónica, progressiva e fatal.

Egocentrismo

pub 40.png

Quando permitimos que o ego não interfira nas decisões somos capazes de feitos extraordinarios de uma nobreza fantástica.

O amor não tem prazo de validade

pub 33.jpg

Ao longo da vida do ser humano, o amor não tem um prazo de validade devido à sua capacidade em sonhar com o amor.

Sentimentos e decisões

pub 32.jpg

Sentimos a dor, o remorso, a vergnha, a culpa mas orientamos as nossas decisões pela motivação, confiança e a esperança.

Sonho, magia e sentido

pub 3.jpg

A vida sem sonho, magia e sentido é desprovida de conteúdo, propósito e esperança

Gestão dos conflitos nos relacionamentos interpessoais

3600148495544.jpg

 

Olá,

este texto faz parte da 126ª Dica Arte Bem Viver.

Gestão dos conflitos nos relacionamentos interpessoais. Todos nós nos debatemos com conflitos, no dia-a-dia, por exemplo na família, no relacionamento romântico, no trabalho, amigos, parceiros, etc. Se conseguirmos ser honestos, connosco próprios, admitimos que todos nós fugimos do conflito, assim como, evitamos os sentimentos dolorosos. A gestão dos conflitos é um tema complexo quando duas pessoas, ou mais, entram em disputa assumindo posições individuais antagónicas. Para agravar ainda mais os conflitos interpessoais, as divergências individuais também podem assumir proporções preocupantes dada a falta de literacia emocional, vulgo, gestão construtiva de sentimentos, em especial, aquelas pessoas susceptíveis a sentimentos intensos e dolorosos; raiva, ressentimento, frustração, stress excessivo, medo, controlo. Por exemplo, pessoas zangadas (raiva) tendem a manipular através da intimidação e da agressividade, evocam a honestidade e a frontalidade a fim de justificarem a sua intransigência. As pessoas passivas tendem a evitar, a todo o custo o conflito, assumindo o papel da vítima e/ou do agradador/a, cedem à pressão, todavia, não revelam aquilo que sente/pensam sobre determinado assunto, são pessoas desconfiadas e imprevisíveis.