Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Prevenção das Dependências - Art of Counseling

Prevenção significa: Prevenir, Adiar e Reduzir o abuso de substâncias psicoactivas geradoras dependência crónica, progressiva e fatal.

Prevenção das Dependências - Art of Counseling

Prevenção significa: Prevenir, Adiar e Reduzir o abuso de substâncias psicoactivas geradoras dependência crónica, progressiva e fatal.

Pontes e vínculos resilientes

pub 39.png

Se queremos ser felizes não podemos construir barreiras intransponiveis, precisamos de construir pontes e vínculos resilientes

Mapas desatualizados são crenças retrogradas

pub 36.jpg

Precisamos de rever os mapas segundo os quais construimos as rotinas e habitos. Peça feedback.

 

135ª Dica Arte Bem Viver

images (2).jpg

Olá,

De acordo com a minha experiência profissional de duas décadas posso assegurar que os seres humanos evitam o conflito e fogem dos problemas. Qualquer actividade, associada a problemas e/ou que provoque sensações desagradáveis, que exige esforço mental é evitada. Talvez por isso, ficamos bloqueados, perante a possibilidade de desafiar o estatuto e o sistema de crenças que são disfuncionais. Isto é, se algo se revela desconfortável, mas familiar, acabamos por aceitar, conformados, em vez de desafiar o medo do desconhecido. Não é por acaso que a «lei do menor esforço» se tornou uma lei.

Adoptamos o conformismo, quando isso implica desafiar a nossa zona de conforto, refiro-me ao auto conhecimento e ao desenvolvimento pessoal. Considero que o conformismo afecta, negativamente, um número considerável de pessoas que permanecem cristalizadas em dogmas, modas e tradições ultrapassados. Na prática, essas pessoas aceitam um conjunto de princípios, ideias, instituídas por outras pessoas, que até consideram desfavorável, sem questionar ou por em causa. Por exemplo, podemos reportar à actual crise que atravessamos onde o Dr. Daniel Kahneman, vencedor do prémio Nobel de economia, afirma “Uma das lições da crise financeira é que há períodos em que a concorrência, entre especialistas e entre organizações, cria poderosas forças que favorecem uma cegueira colectiva ao risco e à incerteza.”

O conformismo individual é abdicarmos das nossas próprias ideias e convicções, e seguirmos a “cegueira colectiva” competindo pelo estatuto, sucesso e o poder. A pressão social e económica assegura-nos, falsamente, que estamos seguros. Neste frenesim, desistimos da nossa identidade, do eu verdadeiro, em prol do sucesso e do estatuto social. Ficamos confinados ao ego, criando assim, uma falsa sensação de confiança.

  • Abdique do conformismo, mesmo que isso implique conflito. Na prática, pode significar que você é aceite, ou não, por aquilo que pensa e defende. Possui ideias e convicções próprias.
  • Pense pela sua própria cabeça, reforçado pelas suas convicções, e acrescente algo, com as ideias dos outros. Isso significa abertura à discussão, em vez de agir mediante ideias (disfuncionais) instituídas por outros.
  • Reforce a sua identidade: Escute os seus sentimentos, expresse as suas ambições, siga as suas motivações, concretize os seus sonhos, seja persistente com os objectivos, acredite na sua intuição e seja curioso/a com o mundo à sua volta.
  • Aquele que ambiciona grandes recompensas, ao nível do seu desenvolvimento pessoal, precisa de se sujeitar a grandes riscos.

Seja um/a inconformado/a no seu desenvolvimento pessoal. Votos de uma excelente semana.

Cumprimentos

Comentário: Sabia que a Dica Arte de Bem-Viver começou com uma "brincadeira" para os amigos, em Abril de 2011? Atualmente é enviada para mais de 500 pessoas e vários países de expressão portuguesa (Portugal, Angola, Moçambique e Brasil) e para os Estados Unidos da América. À data deste post vai na sua 250ª publicação. Caso deseje receber a Dica Arte Bem-Viver basta enviar um email para joaoalexx@sapo.pt. No assunto da mensagem escreva: Dica Arte Bem-Viver. Todos os dados são confidenciais. É grátis.

É mais apelativo encontrar culpados do que soluções para os problemas

pub 35.jpg

Desde certa altura da vida, fomos impulsionados para encontrar defeitos nos outros e foi exatamente aquilo que encontramos.

Cometer erros? Para quê?

pub 30.jpg

Quais são as consequências dos erros que cometemos? São experiências transformadoras, para melhor.

Sentimento de raiva e ressentimentos podem significar perda de qualidade vida

pub 18.png

A raiva e o ressentimento quando não são compreendidos e monitorizados são sentimentos auto destrutivos