Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Prevenção das Dependências - Art of Counseling

Prevenção significa: Prevenir, Adiar e Reduzir o abuso de substâncias psicoactivas geradoras dependência crónica, progressiva e fatal.

Prevenção das Dependências - Art of Counseling

Prevenção significa: Prevenir, Adiar e Reduzir o abuso de substâncias psicoactivas geradoras dependência crónica, progressiva e fatal.

Sobre o Dinheiro



Actualmente as crianças e os jovens têm mais dinheiro para gastar que antigamente.

Todavia será que se apercebem da “crise” que o país atravessa? Da importância de poupar, em vez de gastar? Dos níveis elevados de desemprego? Quais os valores morais que se associam ao dinheiro?

Muitos peritos em prevenção sugerem que os pais ensinem aos seus filhos a importância da responsabilidade financeira. Estas lições podem promover atitudes, hábitos positivos e permanecer ao longo da vida. Os jovens aprendem acerca do dinheiro através das experiências do dia-a-dia, tais como, as idas ao supermercado e observam a forma como os seus pais liquidam as contas e obtêm dinheiro das caixas de multibanco.

Valores familiares e o dinheiro
Comunicar e discutir em família sobre o dinheiro ajuda os jovens sobre poupança e como gastar de uma forma equilibrada e responsável. Isto não significa preocupar as crianças acerca das despesas excessivas e fazer com que eles se sintam culpadas por serem as responsáveis pelo problema financeiro da família. Ou discussões verbais na relação famíliar sobre o dinheiro como sendo o problema central e gerador de conflitos (ex. troca de acusações entre os pais por se gastar demasiado). Significa explicar o básico, por ex. existe uma certa quantidade de dinheiro que entra para o orçamento familiar e outra que sai em despesas de comida, roupas e outros consumos. O valor total das despesas é retirado ao dinheiro que entra.

Estas orientações permitem criar condições onde se fala sobre o dinheiro em casa:
Falar sobre dinheiro - Falar frequentemente com as crianças de uma maneira especifica, acerca das formas como o dinheiro é ganho e como é gasto. Explicar quais as decisões necessárias para se fazerem certas escolhas, ex. “Como precisamos de electricidade é necessário pagar a factura no fim do mês.” ou “Vamos comprar estas laranjas porque estão mais baratas.”

Ser modelo/referencia – As crianças desenvolvem as suas atitudes e comportamentos pelo que observam; não por aquilo que ouvem dizer. Uma lição sobre o dinheiro pode envolver algumas actividades familiares, por ex. “ Vamos alugar um vídeo, em vez de irmos ao cinema porque é mais barato. Assim, poupamos dinheiro para as nossas ferias.

Definir limites – Mesmo que seja possível comprar tudo aquilo que o seu filho/a deseje poderá considerar sensato definir alguns limites nas despesas. Aprenda a dizer NÂO aos seus filhos/as e manter-se firme. Ensine como apreciar certas coisas que não podem ser compradas tais como, trabalhar no “duro”, enfrentar desafios e obstáculos, frustrações e atingir objectivos.

A liberdade de tomar decisões – Conforme a criança vai crescendo e aprendendo permita que ela tome decisões sobre as suas finanças pessoais. Acompanhe e supervisione sobre aquilo que está a correr bem e aquilo que pode ser melhorado. Ajude o seu filho/a a aprender através dos seus próprios erros financeiros.

Ensine a o valor da partilha – Encoraje o seu filho/a a fazer doações de uma parte das suas poupanças. Partilhar com os outros ajuda-o/a a desenvolver o seu próprio sentido de dar, sem esperar nada em troca. Ensine-a a contribuir/ajudar os outros sem ser através de dinheiro, por ex.; tempo livre, energia e competências.

Poupança – Um mealheiro pessoal é uma forma adequada de se valorizar o dinheiro e as poupanças. Quanto mais cedo a criança aprender a poupar, mais cedo ela desenvolverá um sentido responsável pelo valor do dinheiro. Pode poupar para comprar o seu brinquedo favorito ou para atingir um objectivo distante no seu futuro, tais como, a escola ou carro.

“O mealheiro familiar” é uma forma positiva de ensinar sobre a importância do dinheiro e adquirir valores morais em prol da união familiar. Podem poupar para aquele aniversario em especial, ferias em conjunto, etc. Conforme a criança vai crescendo e as suas atitudes em relação ao dinheiro se vão alterando podem proporcionar reuniões familiares onde se discutem preocupações e objectivos subordinadas ao tema em questão.

“No poupar é que esta o ganho”