Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Prevenção das Dependências - Art of Counseling

Prevenção significa: Prevenir, Adiar e Reduzir os consumos de substâncias geradoras de abuso, dependência crónica, progressiva e fatal.

Prevenção das Dependências - Art of Counseling

Prevenção significa: Prevenir, Adiar e Reduzir os consumos de substâncias geradoras de abuso, dependência crónica, progressiva e fatal.

Prevenção à Mesa em Familia

Sabia que:

 
 
Aquelas crianças que por norma fazem as refeições em família, em especial o jantar, apresentam menos riscos de consumir tabaco, bebidas alcoólicas e cannabis (haxixe).
 
Qual o problema de não estar presente nas refeições, especialmente o jantar, em família?
 
 
Segundo um inquerito apresentado pela CASA (Center on Addiction and Substance Abuse) em 2007que envolveu adolescentes e os seus familiares revelou que os jovens que estão menos de três vezes, por semana, presentes ao jantar em família comparando aqueles que estão cinco ou sete vezes por semana ao jantar em família apresentam um risco maior de consumir cannabis; de experimentar tabaco e bebidas alcoólicas.
 
Os pais devem permanecer mais vigilantes quando os seus filhos iniciam o terceiro ciclo.
 
Este estudo efectuado pela CASA revelou que os adolescentes correm um serio risco de abusarem de substancias lícitas e ilícitas quando iniciam o ensino no terceiro ciclo.
 
Revela-se extremamente importante para si, como pai e/ou mãe ou pessoa significativa acompanhar e estar envolvido/a durante este período. Nesse sentido, as refeições ao jantar são uma óptima oportunidade para tal.
 
Porque é que é tão importante o jantar em família?
 
Os estudos revelam de uma forma consistente que as crianças que frequentam as refeições, especialmente o jantar:
 
Estão menos vulneráveis ao risco de consumo de substancias do que aquelas crianças que não estão presentes ao jantar em família.
 
Ficam menos expostos ao risco de se relacionarem com amigos que usam drogas ilícitas e/ou drogas legais.
A probabilidade de tirarem boas notas na escola e maior assim como, não consumirem tabaco, bebidas alcoólicas e drogas
 
 
Fonte: Center on Addiction and Substance Abuse (CASA) Universidade de Columbia, EUA
 
 
Comentário: A duração da refeição ao jantar pode ser um espaço de interacção e partilha de ideias e valores entre todos. Pode observar e estar atento a eventuais mudanças de atitudes e comportamentos. Também pode proporcionar convites aos amigos e amigas dos seus filhos/as para jantar lá em casa.
 
 

Fim de Semana Radical

 

A Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica, através do Espaço Jovem, vai realizar um Fim de Semana Radical nos dias 11 e 12 de Outubro, destinado aos jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 17 anos.

Quem estiver interessado, pode dirigir-se à secretaria da Junta (Rua Raul Carapinha - perto da igreja das Furnas em São Domingos de Benfica), até ao dia 30/09/08 e inscrever-se.

O preço da inscrição é de 50,00 € e inclui:

Actividades (Fantasticable - maior slide do mundo; Paintball; circuito de obstáculos e bungee trampolins), transporte, alimentação, alojamento e seguros.

Qualquer dúvida contactar o numero 217248610 (extensão 700) ou através do e-mail    jfsdbespacojovem@hotmail.com

Estrategias Mediocres de Prevenção

 Na realidade, estratégias de prevenção que visem somente fomentar o medo e assustar os jovens não funcionam. 

 

Alguns pioneiros em prevenção têm aprendido ao longo do tempo a identificar quais as estratégias e programas que não funcionam e assumem a responsabilidade de não voltar a repeti-las. Estratégias mediocres incluem abordagens que evolvam o medo, apelos moralistas e abordagens centradas na informação sobre os perigos do consumo de drogas, programas que visem o desenvolvimento da auto-estima e equilíbrio emocional, fóruns, eventos e testemunhos.
 
Os jovens desvalorizam toda e qualquer informação, bem como o seu apresentador, que procure amplificar os perigos dos consumos de drogas, a informação falsa e/ou informação exagerada (J. Beck, 1998). Golub e Jonhson (2001) reforçam que mensagens exageradas falham o seu objectivo sobre a informação realista, tem o efeito contrario quando os jovens têm acesso a informação e à experiência contraria aquela que lhes é apresentada.
 
O director do Centro de Estudos para a Prevenção da Violência da Universidade de Colorado, em Boulder, Del Elliot afirma que “ Muitas das estratégias quando focadas na punição imediata das ocorrências, após os actos/acontecimentos, interferem negativamente nos resultados pretendidos omitindo assim as verdadeiras causas do problema. O violência intensifica-se porque os verdadeiros problemas não são abordados.”
 
Nacy Tobler (1992) e Linda Dusenbury (1995) resumem alguns factores essenciais numa estratégia de prevenção: foco em alternativas saudáveis, envolvimento dos pares, abordagens interactivas que incluam a pratica de competências e educação de regras de comportamento que promovam e esclareçam a diferença entre a verdade, ex. dados estatísticos, e os mitos.
 
Um ambiente escolar saudável e equilibrado é atingido através de uma combinação de políticas e procedimentos claros e realistas, de formação continua e apoio direccionado ao pessoal docente e não docente, alunos, familiares e colaboradores dentro da comunidade escolar.
 
Alguns peritos envolvidos em prevenção partilham da ideia que as energias aplicadas na educação são mais bem aproveitadas através da utilização de “ferramentas” científicas direccionadas na prevenção do que tentar interromper comportamentos perigosos, sem resultados práticos, através da manipulação e/ou punição e condenação.
 
Ao longo da minha experiência profissional em trabalhar com pessoas que apresentam comportamentos violentos obtêm-se melhores resultados se trabalharmos em conjunto, facilitando parcerias, criando sinergias e a comunicação sendo genuínos, tolerantes, honestos e firmes.
 
Muitas vezes a resistência observada nos pacientes começa em nós profissionais, quando colocamos “rótulos”, por vezes inconscientes e só identificados em supervisão, de “pacientes difíceis”... “pacientes agressivos”... “pacientes defensivos”.
 
Referências: The Colorado Department of Education: Improving Academic Achievment - Safe and Drug-Free Schools and Communities